Poesia Viva

segunda-feira, julho 10, 2006

SENTIR O PRESENTE E A NATUREZA


Senta-te! Calmamente! Respira!
Olha para as árvores e as flores
Serenamente inspira e expira
Sente em ti todos os odores

Sente de todas as flores a seiva
A mesma substancia que há em ti
Deixa que a brisa te acaricie meiga
O Ser Uno que te afaga a face aqui

Continua! Teus olhos cerra e vê:
A brisa, o mar, a vida inteira
Sempre pulsando e em ti se revê
Como se fora da vez primeira

Deixa que em ti tudo se harmonize
Sente a mente serenar, a vida a fluir!
Nesse estado não há quem te pise
E há uma criança que te virá sorrir

Sente em ti todo o Universo infinito
Abre teu coração e mente ao presente
Interiormente ouve o mundo num grito
Presta atenção àquilo que se sente.

José António

(foto de Isabel)

63 Comments:

Enviar um comentário

<< Home