Poesia Viva

sexta-feira, março 24, 2006

TRISTEZA


TRISTEZA

Percorre-me um frio intenso
Vindo das profundezas do tempo
Sente-se que o ar está tenso
E vem empurrado pelo vento

Trás um cheiro nauseabundo
Da humana e fria crueldade
Que se espalha pelo mundo
Tentando ocultar a verdade

E todo o meu SER chora
Como se fossem minhas dores
Sinto vontade de ir embora
Fechar este mundo sem amores

Vai escasseando o puro ar
As águas vão ficando poluídas
Com as florestas querem acabar
As teias vão ficando urdidas

São cegos! Só vêem o imediato
Egoístas, só olham para o umbigo
Tudo destroem num só trago
Tudo querem guardar consigo

Tentam que a vida perca sentido
Que ninguém saiba o que fazer
Que cada um se sinta perdido
Tudo dominam a seu belo prazer

Com a mais velha lei não contam
Que impera em toda a Natureza
Os homens querem e sonham
Pôr fim a esta imensa tristeza

E se eu disser ao meu amigo
Se este trouxer um amigo também
Pode-se esconjurar este perigo
Vendo mais longe, muito mais além

José António

(Foto de Isabel - Manhã de Nevoeiro...)

23 Comments:

  • At sábado, 25 de março de 2006 às 00:28:00 WET, Blogger Pedro Melo said…

    Soberbo!

    Adorei...

    Espero que "o ver mais longe" esteja bem perto de Todos Nós!


    Bela foto a acompanhar!

     
  • At sábado, 25 de março de 2006 às 02:13:00 WET, Blogger aprendiz de viajante said…

    Um poema superior!!! Aqui... neste espaço a poesia é mesmo viva!!! Os sentimentos brotam das palavras escondidas nas entrelinhas...
    Adorei...

    Já é tarde, mas não consegui dormir sem retribuir tanta gentileza da vossa parte! É sempre um prazer passar por aqui.

    Bjo e bom fds

     
  • At sábado, 25 de março de 2006 às 13:34:00 WET, Blogger AmigaTeatro said…

    :))*

     
  • At sábado, 25 de março de 2006 às 15:45:00 WET, Blogger Fátima Silva said…

    Vim aqui agradecer a visita simpática ao meu blog e manifestar a minha profunda admiração pelo belíssimo post que encontrei a acolher-me quando cá cheguei. Sim se "esconjurarmos" os vícios que o homem crirou e têm vindo a alimentar podemos pintar novos horizontes e preparar um mundo acolhedor para as gerações vindouras.
    Óptimo fim-de-semana.

     
  • At sábado, 25 de março de 2006 às 23:31:00 WET, Blogger Desambientado said…

    E todos veremos muito mais longe, muito mais além, mesmo que não estejamos físicamente aqui.
    Ser homem poderá ser aquirir a consciência daquilo que jamais viverei.

     
  • At sábado, 25 de março de 2006 às 23:56:00 WET, Blogger T. said…

    Lindo poema!
    Mas que descoberta! Isto é, eu vim atrás da marquinha que ficou no meu blog...
    E aproveito para te responder que um dos meus grandes interesses actuais é a Filosofia. Sabes porquê? Porque procuro respostas... procuro compreender coisas ligadas ao comportamento humano que me parecem absurdas! E, por isso, procuro nas palavras e na forma de pensar dos filósofos algumas explicações para acontecimentos que na história recente me têm deixado surpreendida e desorientada, isto é, não «alcanço» mesmo! É como se mais «cultura» nos tornasse cada vez mais selvagens, próximos dos «bichos»...
    Por tudo isto, só podemos estar tristes como seres humanos!
    E é como tu, tão bem resumes, somos mais responsáveis, do que quem comete os actos vis, porque permitimos que esses actos aconteçam e pior ainda se perpetuem...
    Às vezes é mais fácil enfiar a cabeça na areia.

     
  • At domingo, 26 de março de 2006 às 12:09:00 WEST, Blogger aprendiz de viajante said…

    Venho deixar um bom dia para vocês, sem tristeza!!!

    Bjo

     
  • At domingo, 26 de março de 2006 às 13:48:00 WEST, Blogger nahar said…

    É salutar esta dualidade de sentimentos: Tristeza/Alegria. Só conhecemos a alegria se experimentarmos também a tristeza.Ainda bem que existe este equilibrio que se completa.

    Boa semana

     
  • At domingo, 26 de março de 2006 às 19:52:00 WEST, Blogger Alguém said…

    Olá José António!
    Não posso e não quero expôr aqui a alegria q me vai na alma por poder contar c/ as V/ palavras no meucantinho, e ainda por cima palavras tão sábias.
    Obrigado!
    Muito obrigado pela grandiosidade do "pequeno" poema, lindo!!!

    Por aqui, eu estou encantado pela qualidae fotográfica, eu q admiro, (não ou nenhum entendido, simplesmente uma amante da fotografia) a arte de fotografar, vocês aqui presentei, e de q maneira, qq ser humano c/ a V/ palavras muito bem conjugadas c/ as bonitas fotos!

    Um abraço,
    Sílvo Graça

     
  • At domingo, 26 de março de 2006 às 20:57:00 WEST, Blogger Desambientado said…

    Olá José António.

    Dediquei-te o meu último post, como forma de retribuir a tua imensa simpatia.

     
  • At domingo, 26 de março de 2006 às 22:29:00 WEST, Blogger Isabel José António said…

    Amigo Pedro Melo,

    Muito obrigado pelas palavras sempre cheias de uma sabedoria que ambos conhecemos.

    Um grande abraço.

    José António e Isabel

     
  • At domingo, 26 de março de 2006 às 22:31:00 WEST, Blogger Isabel José António said…

    Caríssima Wicca

    Muito obrigado pela visita. Enche-nos de alegria os seus comentários.

    Não há poemas superiores ou inferiores. Existem apenas os que entram em sintonia connosco.

    E ainda bem que estamos em sintonia.

    Um abraço

    Volte sempre. Voltarei ao seu.

    Um abraço.

    PS:
    Um beijo da Isabel

     
  • At domingo, 26 de março de 2006 às 22:34:00 WEST, Blogger Isabel José António said…

    Amigateatro

    Peço imensa desculpa por este meu "quadradismo". Mas não sei o querem dizer os símbolos que postou.

    De qualquer maneira muito obrigado por nos ter visistado e espero que venha mais vezes.

    Um abraço.

    José António

     
  • At domingo, 26 de março de 2006 às 22:36:00 WEST, Blogger Isabel José António said…

    Caríssima Fátima Silva,

    Muito obrigado pela sua visita. Dá-nos imensa alegria que venham e sintam. Por isso lhe pusemos o nome de "Poesia Viva". É um pouco isso. A poesia só faz sentido se nos tocar, se nos impelir à descoberta! Que descoberta?

    A maior descoberta que um ser humano pode fazer é descobrir-se a si mesmo.

    Um beijinho meu e da Isabel

     
  • At domingo, 26 de março de 2006 às 22:39:00 WEST, Blogger Isabel José António said…

    Caro Félix Desambientado,

    A ti já te respondi no teu último post. Espero que gostes. Desculpa alguma pressa de que resulta uma ou outra "gralha".

    Vive!

    José António

     
  • At domingo, 26 de março de 2006 às 22:43:00 WEST, Blogger Isabel José António said…

    t.

    A essa questão que colocas (procuro respostas) teríamos que ter um blog só para nós. As respostas estão todas dentro de ti. TODAS.

    Se "afinares" os "aparelhos receptores" que estão todos dentro de ti, depara-te um "ceu aberto". Seja do ponto de vista filosófico, espiritual, material ou da vida como um todo.

    Muito obrigado pela visita. Vou visitar-te mais vezes também. Regressa quando quisesres.

    Um abraço meu e da Isabel

    José António

     
  • At domingo, 26 de março de 2006 às 22:47:00 WEST, Blogger Isabel José António said…

    Caro nahar

    Obrigado pela visita! Todos temos o positivo e o negativo, o verso e o reverso, o sim e o não. Como se fossemos uma moeda com cara e coroa.

    A questão é a quem é que nós deixamos prevalecer? Como é que a nossa vontade, o nosso desejo vai responder?

    Só dentro de cada um estará a resposta a todas as questões.

    O que fazemos, na maior parte das vezes, é partilhar as coisas que sabemos. Aprendemos uns com os outros.

    Um abraço.

    José António

     
  • At domingo, 26 de março de 2006 às 22:48:00 WEST, Blogger Isabel José António said…

    Boa noite caro Sílvio

    A si já lhe respondi em verso no seu próprio blog.

    Um abraço muito grande. Continuaremos, certamente, a visitarmo-nos mutuamente.

    José António

     
  • At domingo, 26 de março de 2006 às 23:36:00 WEST, Blogger Alguém said…

    Uma coisa q me esqueci de Vos dizer, e q me lembrei assim q li à pouco as Vossas (sempre bem vindas) palavras;
    A primeira coisa q me ocorreu qdo li o Vosso primeiro comentário, foi:
    - Poxa até parece q me conhecem!

     
  • At sábado, 1 de abril de 2006 às 13:02:00 WEST, Blogger Misterious_Spirit said…

    Excelente post! Eu também sinto essa crueldade daqueles que nada vêem nem querem ver,essa superficialidade e maldade que trazem em si,a manipulação que impõem para controlar tudo e todos tudo por poder,dinheiro,e prazeres mundanos imediatos; nada que traga felicidade..
    Muitas vezes deixo-me ir abaixo também,acabando até por me tornar agressiva,sem saber bem como me defender ou poder proteger aquilo que sei,aquilo que sonho,a beleza que vejo quando olho para o céu,para as árvores....
    No entanto não vale a pena sentirmos TRISTEZA, enquanto tivermos o tal "amigo" com quem partilhar a vida,os nossos sentimentos,a nossa caminhada, temos razões para sorrir,e temos que lutar até ao fim,pois no final o sorriso ser-nos-á dado com uma felicidade imensa!!

    Beijinhos muito grandes desta amiga!

     
  • At sábado, 1 de abril de 2006 às 13:08:00 WEST, Blogger Misterious_Spirit said…

    Esqueci-me de comentar a fotografia,que está espantosa! Uma fotografia nostálgica mas mágica!
    O nevoeiro da fotografia tornar-se-á no nascer do sol ; as lágrimas da poesia tornar-se-ão no sorriso do momento em que descobrimos a magia,no momento da descoberta de nós próprios,do reencontro com a VERDADE e o TUDO!

    Parabéns a ambos!

     
  • At sábado, 1 de abril de 2006 às 19:15:00 WEST, Blogger Isabel José António said…

    Minha querida Misterious Spirit,

    Gosto tanto de ti! Acho que tens tanto potencial, tanta coisa que sabes e outras que intuis. Então não deixes que o quer que te tenha acontecido em anteriores ocasiões te marque, te guie.

    Quando te sentires angustiada, indecisa ou "ferida" com qualquer coisa, pensa e pára, antes de fazeres ou dizeres algo.

    Aprende este tipo de comportamente. Do coração te digo.

    Um beijinho

    José António

     
  • At sábado, 1 de abril de 2006 às 21:39:00 WEST, Blogger Misterious_Spirit said…

    Obrigada! :)
    É um comportamento dificil de aprender e seguir,mas é um optimo desafio e necessário se queremos alcançar a felicidade tanto para nós como para aqueles que amamos e nos rodeiam e a sabedoria.
    Muitos beijinhos!!

     

Enviar um comentário

<< Home