Poesia Viva

terça-feira, fevereiro 28, 2006

Homenagem à Água...


ÁGUA...

Água
jazendo no ventre da terra
quieta
escura
fria de cisternas criadas por Deus...

Água
rompendo barreiras
saíndo
jorrando
saltando vertentes
descendo montanhas

Água
saltando
cantando
dançando nos campos
subindo a alturas de céus rarefeitos

Água
caíndo
chovendo
transparente e fria
em condensadas pérolas de luz

Água
carícia materna
frescura e sabor
música da terra
caída dos céus em líquido amor...

Isabel


(Fotos de Isabel- Jardim da Gulbenkian, Lisboa)

7 Comments:

Enviar um comentário

<< Home